© Nicola Di Nunzio

A GASTRONOMIA

A NECESSIDADE AGUÇA O ENGENHO

Diz-se que a necessidade aguça o engenho e, nestas terras, os parcos recursos fizeram com que a tradicional gastronomia alentejana recorresse a uma forte criatividade para misturar ingredientes simples, de época, para criar refeições e pratos saborosos e diferentes, tantas vezes surpreendentes. 

PRESENÇA PREPONDERANTE DO PORCO, BORREGO, CAÇA E ESPECIALMENTE DO PÃO

Nesta cozinha o porco, o borrego, a caça (coelho, lebre, perdiz ou javali) e especialmente o pão, têm uma presença maior. A estes ingredientes juntam-se os temperos locais, as diversas ervas aromáticas - que crescem de forma espontânea nas planícies, nas ribeiras ou se cultivam nas hortas e campos -, e o tempero com o excelente azeite da região. Nascem assim pratos afamados como a caldeirada e o ensopado de borrego, a lebre com feijão, o javali estufado e o cozido de grão.


Raros são os pratos de comida alentejana em que não entram coentros, poejos, hortelã, orégãos, alho ou o citado azeite. Mais raros ainda são aqueles em que o pão não está presente. O pão é utilizadonas “migas”, “açordas”, “lavadas” (sopa fria de tomate pisado), “gaspachos” ou “vinagradas” ou as “masmarras” (papa quente de pão e alho). Só em sopas, e para os amantes do pão em doses generosas, temos a de cação, da panela, de beldroegas, de tomate ou de poejos.

© Nicola Di Nunzio

Perto do Guadiana e dos seus afluentes não poderia faltar o peixe do rio que, para os apreciadores, não deve ficar fora das escolhas. É o ingrediente principal das deliciosas caldeiradas ou sopas de peixe. 

Para entradas ou acompanhamento saboreiem-se os enchidos, sobretudo de porco preto, e as azeitonas acompanhados por excelentes vinhos da região, os de Pias apresentando os melhores representantes. Após o prato principal, delicie-se com queijos alentejanos, que têm no Queijo Serpa (região demarcada) o seu mais destacado embaixador. Para fechar a refeição, nada melhor do que uma deliciosa queijada de requeijão.

Para provar esta gastronomia pode fazer um roteiro pelos restaurantes da cidade de Serpa e do concelho, e assim experimentar o que cada um deles pode apresentar de melhor.

 

Clique aqui para consultar a secção “onde comer”, e escolha os pratos que mais lhe agradam. No final, e para uma boa digestão, aproveite a calma para um bom passeio a pé. Motivos para uma visita mais atempada não faltarão. Consulte aqui a secção “Serpa Museu Aberto” e faça a sua escolha para regressar em muitas ocasiões.

1/2

(Clique sobre as fotos para visualizar os créditos)

logo_município-01.png

Copyright © 2019, C. M. Serpa - todos os direitos reservados.   Design Cores ao Cubo

Idealização, textos e fotografias (salvo exceções indicadas), e coordenação