© Nicola Di Nunzio

ROTA DO MONTADO DE AZINHO

PERCURSOS PEDESTRES

O montado é uma paisagem tipicamente ibérica, criada pelo homem, com grande expressão em Portugal e no Alentejo, e é um dos ecossistemas com maior biodiversidade da Europa.

É caracterizado por possibilitar múltiplas explorações que vão desde a agricultura, à pecuária, da cortiça à madeira.

É possível distinguir-se dois tipos de montado, manipulados para diferentes fins : os de azinho (dominados pela azinheira), mais abertos e utilizados para a agricultura e pecuária, e os de sobro ( dominados pelo sobreiro), mais fechados para a maximização da produção de cortiça. Na Rota do Montado há uma total predominância  da azinheira, cujo fruto, a bolota, é a base da alimentação do porco alentejano de montado. (in ICNF)

1/1

FICHA TÉCNICA

• Tipologia: Circular
• Distância: 20,5km
• Duração aproximada: 5 horas
• Tipo de piso: Rochas de granito e piso com cultivo de cereais
• Desníveis: Desnível Acumulado
• Grau de dificuldade: Médio
• Certificações: A aguardar
• Ponto de partida e chegada: Largo de Santo António, em Pias.
• Coordenadas geográficas: 38°01'20.81"N 7°28'49.92"W
• Motivos de interesse: Torre do Relógio; Floresta do montado; Igreja de São Sebastião; Rochas graníticas; Fauna

© Arquivo CMS

DESCRIÇÃO DO PERCURSO

O percurso tem inicio junto ao largo de Santo António, em Pias e segue para este passando junto a algumas tabernas típicas e à Torre Sineira erguida no seculo XIX.

 

Percorre a Rua João de Deus Pereira Gonçalves, Rua do Passo, Rua Dr. Egas Moniz, Rua do Jogo dos Paus, Rua de São Luís, Rua Dr. António José D'Almeida, Rua Dr. Brito Camacho, Rua de Macau, Rua 25 de Abril e por fim pela Rua de S. Sebastião local em que deixa a localidade e o percurso continua para este até aos 1800 metros.

Segue depois para sudeste conduzindo o caminhante por floresta de montado, numa área com grande abundância de rochas de granito e passa ao quilometro três na Herdade dos Carapinhos, numa área de cultivo de cereais.

Aproximadamente ao quilometro oito, e apos passar por alguns olivais tradicionais, o percurso entra na localidade de Vale de Vargo pela rua 5 de Outubro, seguindo depois pela Rua 1.º de Maio, continua em direção ao mercado e à Igreja de São Sebastião, cuja construção data do século XVII.

O trajeto muda a sua direção para sudeste ao entrar na Rua 25 de Abril, passa depois pela Rua da Quinta e vira a noroeste atravessando um passadiço e uma pequena ponte, feitos de madeira.

Cruza a Estrada Municipal 517 e segue em frente até aos 9600 metros, local em que deixa Vale de Vargo e muda novamente de direção para sudoeste, fazendo progressivamente uma curva de 180º enquanto passa junto à Barragem do Enxoé.

A partir do quilometro treze segue por áreas de granito e floresta de montado na direção noroeste até entrar novamente em Pias, aos 18 300 metros.

Na parte final percorre a Rua 25 de Abril, Rua do Rossio da Estação, Rua João Tiago Coelho, Rua Dr. Sidónio Pais, Rua Vasco da Gama.

© Vasco Neves

CONSULTE AQUI:

logo_município-01.png

Copyright © 2019, C. M. Serpa - todos os direitos reservados.   Design Cores ao Cubo

Idealização, textos e fotografias (salvo exceções indicadas), e coordenação